Argus-a Vol. VIII Edición N° 31 / Marzo 2019 / ISSN 1853-9904 / Index: MLA y Latindex / California - U.S.A. / Bs. As.- Argentina
Os outros, os perigosos (homossexualidade e aids): Salão de beleza de Mario Bellatín
Amanda L. Jacobsen Oliveira / Juliana Prestes Oliveira / Anselmo Peres Alós / UFSM / Brasil
Vol. VIII Edición N° 31

Mario Bellatin. Salão de beleza. Trad. Maria Alzira Brum Lemos. Porto Alegre: Leitura XXI, 2007. ISBN: 978-85-86880-64-3. 80 páginas.

O presente texto é uma resenha da obra Salão de beleza, de Mario Bellatín (na versão traduzida para o português, por Maria Alzira Brum Lemos), atentando para o modo como o outro é visto pela sociedade. A obra traz, através da voz narrativa, como um salão de beleza tornou-se um moredouro, um local que acolhe aqueles que estão assolados por uma doença que, apesar de não mencionada pelo nome, parece se tratar da aids (em função, principalmente, do contexto de escrita do texto). Assim, o narrador-protagonista, dono do estabelecimento, oferece acolhimento aos doentes desamparados até o momento da suas mortes.

Abstract

This work is a Mario Bellatín’s Salão de beleza review (in the Portuguese version translated by Maria Alzira Brum Lemos), that reads how society sees the other. Mario Bellatín’s work brings through the narrative a beauty salon that has become a moredouro, a place that fosters those who have befallen a disease that, in spite of not being mentioned by its name, seems to be aids (mainly because of the text’s context of writing). Thus, the narrator-protagonist, the establishment owner, provides shelter to those who are helpless suffering from the disease, until the hour of their deaths.

 

  • Compartir: